in

Gravity Falls | Episódio dos gnomos é acusado de cultura ao estupro

O primeiro episódio de Gravity Falls coloca Mabel em situações em que as pessoas não respeitam seu consentimento. Aqui está um resumo de como o primeiro episódio abusa disso.


O primeiro episódio de Gravity Falls apresenta uma história sobre Mabel, uma das personagens principais, apaixonada por um garoto estranho e gótico, que mais tarde se revela uma pilha de gnomos tentando enganá-la para ser sua noiva.

É um enredo estranho, o que faz sentido para uma série estranha como Gravity Falls , mas ao contrário de outros episódios que examinam essa estranheza de uma forma fofa, este primeiro episódio parece normalizar a cultura do estupro.

Em “Tourist Trapped”, Mabel recentemente começa a namorar um garoto que sempre usa roupas escuras, tentando esconder o sangue escorrendo de seu rosto e o galho crescendo através do capuz de seu suéter.

Dipper, irmão de Mabel, está preocupado que o namorado de Mabel possa ser um zumbi, mas esse garoto mais tarde revela ser um grupo de gnomos, todos trabalhando juntos para controlar o falso corpo humano.

Aí começam os erros desse episódio: Mentir sobre a identidade deles para conquistar Mabel é uma forma enganosa e inadequada de obter o consentimento dela. Os gnomos já são velhos, tem barba branca.

No entanto, quando Mabel tenta recusar os gnomos, eles se recusam a aceitar seu “não”.

Embora qualquer consentimento que Mabel possa ter dado a eles quando eles estavam escondendo suas verdadeiras identidades gnomos seja suspeito, neste ponto se torna crucialmente óbvio que Mabel não concorda com os planos dos gnomos para o casamento.

O que Gravity Falls faz bem nessa situação é não dar aos Gnomos uma história trágica que poderia “justificar” suas ações violentas contra Mabel.

Em vez disso, trata-os como vilões, mas ainda é uma representação de pessoas ignorando o direito da mulher de dizer “não”.

“Tourist Trapped” dá o tom da série, que continua a colocar Mabel nessas circunstâncias perigosas de namoro.

Apenas três episódios depois, outro garoto da cidade, Gideon, começa a se interessar por Mabel e, apesar de dizer que ela está apenas interessada em ser amiga, ele não aceita seu “não”.

Ambos os episódios são histórias sombrias que continuam colocando Mabel em situações em que os pretendentes não respeitam a necessidade de seu consentimento.

Apesar desses aspectos, a animação ão foca o quão forte Mabel é no combate à cultura do estupro. Em vez disso, mostra consistentemente vários personagens continuamente desconsiderando a necessidade de consentimento, normalizando suas ações.

Para uma série que tenta tanto ser progressiva, tenta incorporar personagens LGBTQ e trabalha no sentido de empoderar mulheres, Gravity Falls erra o alvo. Muito.

Written by Fábio F3

Nascido em 1978 e treinado durante os incríveis anos 80. Movido a refrigerante, mirabel, quadrinhos, filmes e seriados. Casado, F ³ é apenas mais um Jedi aposentado tentando ganhar a vida pela galáxia.

What do you think?

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0